quinta-feira, 27 de abril de 2017

Drops - Mangá é Melhor que Anime?

Vem cá, conta aqui pra Hatsuki, você também já ficou empolgado quando viu anunciarem a adaptação daquele seu mangá favorito para animação, e acabou frustrado com o resultado.
Comigo acontece bastante!


Raras as vezes em que o contrário acontece, e foi pensando nisso que escrevi este drops. Vem ver três vezes que o mangá superou DRASTICAMENTE o anime.


1 - Chrno Crusade


Em geral a história do anime e do mangá são próximas, mas definitivamente não são iguais. O mangá é muito mais profundo e o final... Ah! O final de Crhno Crusade... O final do anime é emocionante, e já assisti umas 3 vezes, mas o final do mangá, o final do mangá não dá pra ler mais de uma vez sem chorar em todas elas.


Além de muito  mais legal e impactante que o do anime, o final do mangá te traz aquele sabor doce de torta de morango em um dia de calor.
A trilha sonora do anime é muito boa e vale a pena ouvir!


2 - Blade Lâmina do Imortal.


O principal ponto que difere este anime de seu mangá predecessor é a quantidade de episódios adaptados e a quantidade de história no mangá. O anime conta com 13 episódios e o mangá, em sua primeira edição pela falecida Conrad, conta com 38 fascículos e a história continua incompleta. A história é sobre um rounin que se torna imortal, e que ajuda uma garota em busca de vingança por sua família. Parece só mais um entre tantos com a mesma premissa, mas Manji e Rin amadurecem juntos no mangá e a história evolui para algo mais interessante e sombrio.


No anine não temos a chance de ver esse amadurecimento das personagens e a história fica exatamente como parece, superficial.
Mas há algo que ambos se equiparam, a história está imcompleta. Em 2016 a JBC voltou a publicar a obra no Brasil, em edições especiais e maiores. Como não pude ler esta nova edição (ainda) não posso informar se há um final.
Mas a obra inteira tem gosto de batata frita com refrigerante de maçã verde.


3 - Samurai X


Esta obra é uma queridinha para muuuita gente, mesmo para as pessoas que não estão acostumadas a assistir animes, como eu e vocês que acompanham as postagens desse blog. De tão querida esta obra merece um Anime Nostálgico só dela, mas por hora vamos falar do porque essa obra é melhor impressa do que animada.
Na verdade o anime é bem adaptado perto de algumas outras adaptações por aí, mas a atmosfera no mangá é muito mais pesada que no anime, mesmo com todos os alívios cômicos, o clima é bem mais maduro que o anime. Por este fato o melhor arco da série não foi adaptado para o anime. O que chamo de Saga de Enishi (porque sou dessas que dá nomes para sagas de acordo com meu bel prazer xD) trata exatamente da parte que mais nos interessa, o que fez Battousai mudar de vida e abandonar o título de retalhador? Para saber a resposta você vai precisar ler. xD


Por se tratar de uma era de guerra e muitos assassinatos não haveria como esse arco ser adaptado com o ar brincalhão do anime, por isso a solução foi fazer duas sequencias de OVA's. Ainda assim o arco foi pouco explorado, o mangá entrega muito mais informações e pequenas nuances nas características de cada personagem que quem apenas assistiu não conseguiu adquirir.


Além disso temos a presença de algumas personagens na animação que não existem no mangá, apesar de não adicionarem ou prejudicarem nada na história, logo que você começa assistir o anime cria uma grande interrogação na cabeça de quem leu. Eu mesma fui perguntar para a Keiko-chan (já que ela é a perita nesta obra, e também quem me emprestava o mangá), pois não me lembrava dessas personagens.
Essa harmonização foi fácil... Samurai X harmoniza com tudo aquilo que aquece o coração, ou seja, takoyaki, onigiri de salmão, chá verde gelado, pocky tradicional e melona sabor melão. 


Vale lembrar que apesar das diferenças ambas as obras valem apena serem lidas e assistidas.

Mata ne! o/



quinta-feira, 13 de abril de 2017

Anime Nostálgico - Serial Experiments Lain

Pense em um anime complexo, agora multiplique por 10.

Serial Experiments Lain foi lançado no Japão em 1998 e no Brasil ficou conhecido principalmente após a exibição nos falecidos Locomotion e Animax (por isso creio que por volta de 2000 - 2007, quando o Animax ainda se preocupava em passar anime).


A sinopse desse anime é bem difícil de explicar então eu colocarei a fonte do texto dela no final do post. [Serial Experiments Lain descreve a "Wired" como a soma das redes de comunicação humana, criada a partir dos serviços de telégrafo e telefone, e expandida com a internet e suas redes subsequentes. O anime assume que a Wired pode ser ligada a um sistema que permite a comunicação inconsciente entre pessoas e máquinas sem necessitar de uma interface física. A história nos introduz esse sistema com a Ressonância Schumann, uma propriedade do campo magnético da terra que teoricamente supera todas as barreiras de comunicações a longa distância. Se tal ligação fosse criada, a rede se tornaria equivalente à realidade num consenso geral das percepções e conhecimento. A tênue linha entre o real e o virtual começaria a sumir.




Eiri Masami é apresentado como sendo o diretor do projeto "Protocolo 7" (a próxima geração do protocolo de internet daquele tempo) da grande companhia de computação Tachibana Labs. Ele incluiu secretamente um código para se dar o controle da Wired através do sistema descrito acima. Ele então faz o upload de sua própria consciência na Wired e então morrendo na vida real alguns dias depois. Esses detalhes são revelados pela metade da série, mas esse é o ponto em que a história de Serial Experiments Lain começa. Masami mais tarde explica que Lain é o artefato pelo qual a barreira entre o mundo real e virtual irá cair, e que ele precisa que ela "abandone o corpo", como ele fez, para alcançar seu objetivo. Ao desenvolver da série, o vemos tentando convencê-la através de intervenções, usando promessas de amor incondicional, destino e, quando todas as tentativas falham, ameaças e força bruta.




Neste meio-tempo, o anime segue um complexo jogo de "esconde-esconde" entre os "Knights", hackers que Masami diz serem "crentes que permitem que ele seja um deus na Wired", e a Tachibana Labs, que tenta reaver o controle do Protocolo 7. No fim, o espectador vê Lain percebendo, depois de muita introspecção, que ela possui poder absoluto sobre a mente de todas as pessoas e até da própria realidade. Os diálogos entre diferentes versões de si mesma mostra o quão afastada do mundo real ela se sente, e seu medo de viver na Wired, onde ela detém as possibilidades e responsabilidades de uma deusa.]



Parece confuso? Porque é. Além de toda a bagunçada trama o anime tem traços grosseiros, que eu acredito que sejam propositais, para causar desconforto. Além disso, muitas cenas beiram o non-sense bizarro, mas tudo isso gera enormes questionamentos. Até onde tudo aquilo não se passa apenas na cabeça da pequena introvertida e isolada Lain? 



Falando a sério, eu acredito que quando assisti o anime (por volta dos meus 13/14 anos) não tinha maturidade e nem mesmo repertório o suficiente para entender o que estava se passando na tela do meu computador. Por esse motivo, agora mais velha revi a obra e entrei em choque... Eu ainda não tenho repertório suficiente para decidir se o anime se trata de uma viagem maluca pelo inexplorado mundo da internet, gerando críticas ao uso irresponsável e desenfreado do mesmo, se fala da depressão de uma pré-adolescente com problemas de socializar, ou se trata-se dos dois.



Claramente daqui a 10, 20 anos irei rever esse anime e encontrarei ainda mais questionamentos. A bem da verdade é que esse anime é incrível exatamente por sua atemporalidade. Os questionamento relizados em 1998 podem, e serão, estendidos por décadas a fio. Ainda mais se pararmos para notar que o hoje o VR é real. Essa história da linha tênue entre o real e o virtual é muito explorada em muitas obras da cultura pop em geral, por exemplo: Matrix.



Muitas pessoas com quem converso sobre esse anime descartam de primeira a possibilidade do anime falar sobre depressão durante a adolescência, mas em época de "13 Reasons Why", vale refletir, afinal o anime começa com uma das colegas de escola da Lain se suicidando para "upar" sua consciência para a Wired, ou seja, até onde toda essa história não se passa na confusa mente de uma garota em depressão, que teve uma colega vítima de suicídio?




Para a harmonização desse anime eu pensei muito, mas muito mesmo! E cheguei a conclusão que chá verde com gengibre, torradinhas com patê de gorgonzola e alho, bolo de banana com nozes e canela.


Você encontra Serial Experiments Lain:
Para download e online (google drive) aqui.


Mata ne! o/
Fonte da Sinopse:
https://pt.wikipedia.org/wiki/Serial_Experiments_Lain

terça-feira, 10 de maio de 2016

O Fim do Anitube? E agora?

Você clicou em alguma dica para ver online aqui no blog e se deparou com um link desativado?
Calma! A culpa não é minha... ^^


Aparentemente o Anitube foi repassado para investidores japoneses e o acesso ao site no Brasil foi bloqueado. Você pode ler um pouco mais aqui no OtakuPT que eles fizeram uma explicação bem telhadinha sobre os fatos.



Mas Hatsuki o que fazer agora? Onde vamos assistir todas as Dicas de Anime que você deu até agora?
Bom, ainda temos os links para download, e em alguns casos o mesmo link te dá a opção para assistir online. Não são todos? Infelizmente não são. Mas o blog Intoxicação Animentar fez uma ótima lista com opções para quem ainda não quer ter que baixar todos os episódios de Sailor Moon Clássico, por exemplo. A lista você vê aqui.


Agora o que nos resta é esperar que os demais sites não sejam fechados também.


Mata ne. o/

domingo, 17 de abril de 2016

Dica de Anime - Boku Dake ga Inai Machi

"...ACREDITAR na verdade é uma palavra de esperança que quer dizer QUERER ACREDITAR."


Você já imaginou, ao menos uma vez na vida, poder voltar no tempo e impedir que determinadas coisas acontecessem com você ou com as pessoas em seu redor.


Pois bem, em Boku Dake ga Inai Machi temos o protagonista Fujinuma Satoru, um aspirante a mangaka, solteirão de 29 anos, que trabalha meio período em uma pizzaria. Sua vida parece estagnada, e ele sabe bem o porquê, seu medo de expressar-se abertamente o impede de seguir em frente, por conta dos seus traumas de infância.


Mesmo parecendo apenas mais um na multidão, ele tem uma habilidade bem peculiar: sempre que algo ruim vai acontecer ele pressente e volta alguns segundos, ou minutos, antes que ocorra, impedindo que essas coisas aconteçam. Ele nomeou essa habilidade de REVIVAL, mas há um problema, ele sempre acaba passando por maus bocados toda vez que impede um acidente ou alguma tragédia, mesmo que nada grave tenha acontecido ainda.


Depois de evitar um acidente de trânsito Satoru acaba no hospital e sua mãe, Fujinuma Sachiko, vem de Hokkaido para ajudá-lo. Depois de sair do hospital ele acaba tendo um revival e pede a ajuda de Sachiko para encontrar qual é o acidente da vez, e ela acaba vendo algo que os faz relembrar de um grande trauma na vida de Satoru, 18 anos atrás. Dessa vez a consequência é muito mais grave do que anteriormente e ele precisa resolver os problemas do passado para concertar o futuro, e impedir que seja punido por um crime que não cometeu.


O Revival o leva para a época do primário, exatos 18 anos atrás, e ele começa uma longa jornada para salvar aqueles que não conseguiu da primeira vez que viveu naquela época.


O anime é muito bacana, conta com uma trilha sonora tocante e uma arte bem bonita. e mostra de maneira leve as consequências de se mexer com o "espaço-tempo". Dos animes de viagem no tempo que já assisti, esse com certeza é o mais leve para entender. 


Além disso mostra que as vezes, mesmo que todas as provas estejam contra aquela pessoa, há aquela pequena chance de ela ser inocente, e tudo que essa pessoa precisa para conseguir provar é alguém que acredite nela e dê-lhe a chance de se defender, antes de ser julgada.


Fala sobre amizade, amor, sobre paciência e planejamento. Agir por impulso pode sim salvar o momento, ou deixar as coisas mais emocionantes, mas você fazer as tudo de forma planejada e bem pensada pode trazer benefícios a longo prazo. Resolver as coisas uma de cada vez, sem se afobar, para que você tenha controle do que está a sua volta.


Mas acima de tudo fala sobre deixar-se ser ajudado, pedir ajuda quando você não está aguentando carregar seus fardos sozinho, pedir auxílio para resolver problemas para os quais não encontra uma solução, e acreditar que aqueles ao seu lado acreditam em você de volta. Se eu tivesse que dizer em apenas uma palavra o tema desta obra, com toda certeza, seria CONFIANÇA.


Eu estou apaixonada por esse anime! Além do bom humor de leve, faz muito tempo que o final de um anime não me deixa plenamente satisfeita, Boku Dake ga Inai Machi traz aquele gostinho de "BEM FEITO" bem no fim, então a harmonização perfeita para ele é, sem dúvidas, cama, dias quentes com a brisa de outono entrando pela janela, pão de queijo quentinho, chá branco gelado e Pocky tradicional.

Mata ne! o/

Você vai encontrar Boku Dake ga Inai Mahci:
Online aqui
Download aqui


SPOILER ALERT!

Não gosto de dar spoiler nos meus posts, mas isto precisa ser dito sobre essa obra! Se você não quer saber o final do anime pare de ler imediatamente!


A cara de frustração do vilão da história é impagável. Eu gosto assim, quando o vilão toma uma bem dolorida no meio da fuça, e é isso que o Satoru-kun faz com seu inimigo, acerta o ponto fraco, e não tô falando fisicamente, mas sim psicologicamente!  

segunda-feira, 4 de abril de 2016

Doramas e Live-actions - Akai Ito

Dessa vez temos um romance bem "água com acúcar", bem do tipo que a okaa-sama gosta de assistir.


Akai Ito é uma lenda japonesa (na verdade a lenda se origina na China) que conta sobre a existência de um fio vermelho, invisível aos olhos humanos, e que une pelos mindinhos as pessoas destinadas a ficarem juntas para sempre. Em resumo, o fio te liga ao teu amor verdadeiro.



O Dorama conta a história de Mei e Atsushi que se conhecem na frente de uma doceria, quando crianças, e acabam descobrindo que fazem aniversário no mesmo dia: 29 de fevereiro. Ao entrarem para o penúltimo ano do ginásio, os dois estudam na mesma classe, apesar de não conversarem muito, e não reconhecerem um ao outro. Mei é uma garota sonhadora, que acredita em simpatias para o amor e gosta há anos de seu amigo de infância Yuya, apesar de nunca ter se confessado a ele, mesmo suas amigas a encorajando. Atsushi está sendo criado por um sacerdote devido a seus problemas familiares, e como a maior parte do tempo está sério, passa um ar maduro para sua idade.


Depois de ajudar Mei a sair de uma saia justa com Yuya, Atsushi passa a fazer parte do grupo de amigos dela, e os dois acabam se apaixonando. Mas aí os problemas começam a aparecer.


A graça desse dorama não está apenas em mostrar que, definitivamente, você não vai conseguir cortar relações com a pessoa predestinada para você, você pode namorar com outras muitas pessoas, mas sempre acabará voltando para aquela que é seu verdadeiro amor.


A obra aborda muitos outros assuntos e problemas da adolescência e da juventude, você não forma laços apenas com as pessoas que você pretende ter um relacionamento amoroso o fio vermelho liga não apenas os amantes, mas os amigos, a família... Todos que você realmente ama,


Além disso mostra o que é viver em um relacionamento abusivo, como é complicado você evitar certos más influências quando se está pra baixo,  como é difícil se livrar de vícios nocivos à saúde (mental ou fisiológica), e acima de tudo, o quão importante é você se dar conta do que está acontecendo com você e com as pessoas em seu redor, e estar lá para ajudá-las quando mais precisam.


Apesar do romance "água com açúcar", ele não é só isso, é uma obra crítica, e com duras observações sobre o que é ser jovem e também adulto, sobre nossas atitudes e responsabilidades.


Tem alguns probleminhas na temporalidade, as coisas acontecem e você fica meio perdido, por exemplo, quando ela passa do penúltimo para o último ano de fundamental, isso não é mostrado; apenas acontece e você só percebe porque um personagem some, mas é algo que dá pra relevar. Definitivamente é um J-drama que vale a pena assistir com toda certeza


Você encontra:
Online aqui
Download aqui

Mata ne! o/